TRAIÇÃO: A MODA É SER FIEL

“A fidelidade em um relacionamento vai além de provar ao outro o seu amor. Quando se é fiel, você prova para você mesmo que é digno de ser amado.”

Graziela Ribeiro

 

E é aí que tudo começa a mudar…

Olá leitores, hoje o tema é “traição” e olha que engraçado, esse tema atrai a atenção de todos pelo fato de que em algum momento de nossa vida, já nos sentimos traídos.

A traição pode ser feminina ou masculina, não importa, ela sempre remete ao fato de quebra de confiança, e hoje abordaremos esse assunto focando em um relacionamento amoroso.

Falar sobre esse tema é sempre complicado e delicado, pois ele causa desconforto, sofrimento, revolto e angústia para quem já foi traído.

Você consegue perdoar quem te traiu um dia, se esse for o caso? E seria capaz de continuar um relacionamento com essa pessoa, mesmo depois dessa quebra de confiança?

E se eu te dissesse que você nunca foi traído(a), como você reagiria?

É isso mesmo…não se espante! Você nunca foi traído, sabe por quê?

Você não pode e nem deve pegar a responsabilidade e as atitudes da vida do outro para você. Você precisa cuidar das suas atitudes primeiro.

Traição não implica em quebra de confiança ou lealdade de alguém para com você, mas sim de você com você mesmo.

Deixa eu te explicar melhor. Quando você se propôs a se relacionar com alguém, você desenvolveu dentro de você um compromisso sentimental, mesmo sem saber ao certo o que o outro sentia.

Portanto, esse sentimento está regado de valores, princípios e compromissos de respeito seu a este relacionamento e a tudo que ele trará de bom para a sua vida.

Se você decidiu e optou por esta relação atual, você se desenvolveu sentimentalmente para isso, e se caso você “traiu” seu companheiro, eu te digo com todas as letras que você não traiu ele. Olha que interessante isso. Você não o traiu você traiu apenas o que você definiu para essa relação, traiu os seus sentimentos, traiu aquilo que você acreditava sentir pelo outro.

E te digo com todas as letras que a pior traição é a realizada consigo mesmo. Ser desleal aos seus sentimentos e tudo que você se propôs para esta relação é pior do que tudo na vida.

 

Muitas vezes não nos perdoamos por sermos desleal com nossos sentimentos, é como sentir que estamos sendo incongruentes, parece que todas as ações nos reforçam o fato de não termos conseguido assumir os compromissos propostos.

Acredito que é mais fácil perdoar uma traição do companheiro do que perdoar uma traição nossa com o nosso sentimento. Trairmos-nos sentimentalmente nos mostra as nossas limitações de nos amarmos e nos respeitarmos.

Por isso digo e repito que “A MODA É SER FIEL!”

Ser fiel é característica de quem demonstra zelo e respeito por si mesmo. Ser fiel é um hábito consigo mesmo de amor próprio que poucas pessoas conseguem ter hoje em dia. Ser fiel é assumir a única posição de se amar para que seja amada.

Sempre digo que é impossível dar o que não se têm, e se você não é fiel primeiro a você, como será com o outro?

Quando você é fiel consigo, você se sente mais firme, mais seguro e muito mais confiante interiormente e emocionalmente. E assim, até as suas frustrações, aquelas lá do seu passado, você consegue lidar de uma melhor forma.

Ame-se e será amado!

Seja fiel e será fidelizado!

A lealdade começa sempre e em primeiro lugar com a pessoa mais importante do mundo: Você mesmo!

Eu te desejo relacionamentos cheios de sentimentos bons, mas principalmente, cheios dos sentimentos que você deseja para si mesmo!

Viva a Vida!

Viva os relacionamentos!

#foconopositivo

 

 

The following two tabs change content below.
Graziela Ribeiro

Graziela Ribeiro

Possui graduação em Enfermagem pela Fundação Educacional de Fernandópolis (2004). É especialista em Gestão em Saúde, Enfermagem do Trabalho (2010) e Gerenciamento da Atenção Primária com ênfase em Saúde da Família (2018). Enfermeira na Unidade de Saúde da Família Altos do Tarumã em Tangará da Serra-MT. Tem experiência na área de docência de nível superior e técnico em Enfermagem. Agregou conhecimentos atuando por pouco tempo como Enfermeira da Vigilância Epidemiológica de Campo Novo do Parecis-MT e Enfermeira Responsável Técnica da Atenção Básica em Tangará da Serra-MT. Possui formação em Coach Palestrante. Outra área de atuação é como Terapeuta, sendo as terapias utilizadas: Auriculoterapia, Barras de Access, Bandagem Funcional Elástica, Floral de Bach, Massoterapia, Ventosaterapia e Reflexologista Podal. Atualmente sua missão é transformar vidas.
Graziela Ribeiro

Últimos Artigos porGraziela Ribeiro (see all)

Post do Autor Graziela Ribeiro

Graziela Ribeiro
Possui graduação em Enfermagem pela Fundação Educacional de Fernandópolis (2004). É especialista em Gestão em Saúde, Enfermagem do Trabalho (2010) e Gerenciamento da Atenção Primária com ênfase em Saúde da Família (2018). Enfermeira na Unidade de Saúde da Família Altos do Tarumã em Tangará da Serra-MT. Tem experiência na área de docência de nível superior e técnico em Enfermagem. Agregou conhecimentos atuando por pouco tempo como Enfermeira da Vigilância Epidemiológica de Campo Novo do Parecis-MT e Enfermeira Responsável Técnica da Atenção Básica em Tangará da Serra-MT. Possui formação em Coach Palestrante. Outra área de atuação é como Terapeuta, sendo as terapias utilizadas: Auriculoterapia, Barras de Access, Bandagem Funcional Elástica, Floral de Bach, Massoterapia, Ventosaterapia e Reflexologista Podal. Atualmente sua missão é transformar vidas.