NÃO CONSIGO BEBER ÁGUA, E AGORA?!

Recebemos a todo momento informações sobre o que é saudável para termos uma vida longínqua e prazerosa.

O conselho do momento é quanto menos embalagem seu alimento tiver, mais saudável ele será.

Consumir tudo o que a natureza nos oferece é uma escolha melhor do que consumir produtos industrializados.

Assim como comemos, também devemos escolher bem o que bebemos.

O corpo humano é formado em 70% de água. Portanto o líquido essencial à nossa saúde sem dúvida é ela: a água!

Há muito tempo houve-se falar que a quantidade de água que deve ser consumida por um indivíduo adulto durante um dia, deve ser de 2 litros de água.

Hoje já sabemos que devemos fazer um cálculo respeitando as particularidades de cada organismo, de acordo com o peso corporal.

Como fazemos esse cálculo?

O cálculo é muito simples: massa corporal multiplicada por 35 mililitros.

Vamos tomar como exemplo um indivíduo que pese 76 kg. Multiplicando esse peso por 35 ml iremos obter como resultado 2,66 l. Portanto esse indivíduo terá que tomar mais que 2 litros de água por dia.

Agora é sua vez de calcular a sua quantidade de água que deve ingerir por dia.

Lembrando que essa quantidade é apenas de água e não inclui outros líquidos, mesmo que saudáveis como sucos e chás.

 

 

E qual a melhor hora para beber água?

 

Quando se está com sede! Seria a resposta correta. Mas e quando a pessoa não sente sede? Não tem o costume de beber água? Se sente mal ao tomar a água? Sente dores no estômago?

O que fazer nesses casos?

Primeiro temos que ter em mente que beber água é um benefício que estamos trazendo para o nosso organismo.

Em segundo lugar temos que nos habituar a bebê-la. Ir tomando aos poucos, aos goles, até conseguir tomar um copo cheio.

Vá aumentado aos poucos, de um dia para o outro a quantidade de água, até chegar no seu objetivo.

Experimente tomar um copo pela manhã, ainda em jejum. No início não será fácil, mas aos poucos você criará esse hábito bom. Beba também um copo antes de deitar-se.

Evite tomar líquidos durante as refeições, inclusive a água, pois irá fazer com que a digestão seja mais lenta, portanto, procure tomar 1 copo d´água meia hora antes ou depois das refeições.

Quando estiver levando o copo à boca procure visualizar que aquela água é fresca e estará proporcionando o seu bem-estar. Estará trazendo benefícios para a sua saúde. Mentalize que a água é gostosa, mesmo que no começo ainda não ache isso, aos poucos, você vai acabar se convencendo.

 

Carregar uma garrafinha durante o dia, seja no trabalho, na atividade física, é válido?

 

Sim, é válido e importante na criação do hábito. Vai acontecer de esquecer a garrafinha aqui e ali, mas com o tempo você não se separará mais dela. Sem falar que as pessoas saberão que aquela garrafinha é sua.

No meu trabalho mesmo, quando aparece uma garrafinha diferente, imediatamente acham que é minha e veem me devolver. Nem sempre é minha!

 

E se eu me esquecer de beber a água? Andei o dia todo com a garrafinha e não tomei praticamente nada!

 

Nesse caso temos alguns aplicativos que podemos baixar no celular para nos ajudar a lembrar de beber esse líquido tão poderoso.

Bem, já sei a quantidade que devo beber de água, ando com a garrafinha, mas não estou conseguindo beber quase nada, ou ainda, tenho náuseas. Quando bebo a água dói o meu estômago, ou então, parece que desce um tijolo pela garganta de tão pesada que parece que a água é. Tomo muitos medicamentos, então não consigo beber mais água! São várias as razões pelas quais acabamos não bebendo a água.

Uma sugestão para quem toma muitos remédios, é tomar cada um com um copo inteiro de água, talvez o estômago doa por ter ingerido o remédio com muito pouca água. Se não conseguir tomar o remédio com tanta água, experimente ingerir, claro aqueles que são permitidos, junto com um pedaço de alimento bem mastigado, para evitar que ele agrida o estômago.

Outra sugestão é experimentar vários tipos de água, qual a que desce melhor pra você.

Assim como temos preferência pela marca de um certo tipo de produto, também pode acontecer com a água. Digo isso por experiência própria. Fui experimentando até descobrir o que me agradava e descia com leveza.

Hoje sei que a água tratada sai pela torneira e que recebe tratamento de cloro, não é bem suportada pelo meu organismo, mas sei que a água mineral ou filtrada, tenho facilidade em beber.

Até mesmo a água mineral tem composição diferente. Como sei disso? Minha mãe estava com o potássio alto e pesquisando descobri que a água mineral que ela consumia também tinha valores altos de potássio, então pesquisei até descobrir qual era a marca que mais se adequava ao caso dela. Nunca antes havia imaginado uma coisa assim.

Fiz vários testes e descobri que pela manhã quando vou ingerir meus remédios, prefiro um bom copo de água natural, já no decorrer do dia, prefiro uma água bem geladinha.

Na academia levo minha água filtrada geladinha de casa e ela acaba junto com os exercícios, quando é necessário encho novamente lá mesmo, porque experimentei a água filtrada de lá e gostei.

Outra coisa interessante que descobri é que prefiro beber água em copos de vidro e não nos de plástico. Já a garrafa de plástico não me importo.

Portanto, vamos parar de achar desculpas para não beber água e procurar formas diferentes de consumí-la de forma prazerosa, pois é indispensável à nossa saúde.

Faça suas experiências e depois contem-me os resultados. Tenho certeza que assim como eu, você descobrirá muitas coisas interessantes a respeito desse líquido maravilhoso!

Vou adorar saber as descobertas de vocês!

Depois de terminar de escrever este artigo me deu uma sede! Vai um copinho de água aí?

 

The following two tabs change content below.
Juliana Negro Cardamoni

Juliana Negro Cardamoni

Pedagoga, Coach do Instituto Edson Burger com Especialização em Emagrecimento e PNL (Programação Neuro Linguística).
Juliana Negro Cardamoni

Últimos Artigos porJuliana Negro Cardamoni (see all)

Post do Autor Juliana Negro Cardamoni

Juliana Negro Cardamoni
Pedagoga, Coach do Instituto Edson Burger com Especialização em Emagrecimento e PNL (Programação Neuro Linguística).