Como posso dar sentido à minha vida?

A queixa de a vida não fazer sentido, é recorrente em diferentes idades, com diferentes níveis de satisfação em diferentes áreas da vida. É comum que depois dos 30, 40 ou mais anos de idade, esse sentimento acabe se intensificando.

 

O sentido da vida está no descobrimento de quem somos realmente e qual é o nosso propósito na vida. A pista pode estar nos nossos dons e talentos.

Para a psicologia, dependendo da abordagem, todos temos habilidades especiais que são resultantes de aptidões físicas e mentais somadas à historia de vida desenvolvida dentro de um contexto histórico-cultural-familiar determinado. Temos também limitações e potencialidades.

Para a Programação Neurolinguística (PNL) podemos modelar o sucesso em qualquer área modelando o bem sucedido conjunto de crenças, atitudes, modelos e estruturas mentais específicas que tenham levado ao sucesso a uma pessoa ou várias delas. As limitações estão na nossa mente.

Para a espiritualidade e o transcendentalismo, temos uma missão de vida e com ela atrelados os nossos dons e talentos, de modo que possamos cumpri-la.

Existem limitações mentais e físicas de fato, mas não representam nada ao lado das nossas potencialidades. Não temos assas mas voamos de avião. Não somos peixes mas mergulhamos com aparelhos…

Podemos sim modelar a excelência, qualquer que seja a área, se nos dedicamos o suficiente. Temos sim uma história de vida que nos formatou com programações específicas. Temos uma biologia determinada…

Porém, vale a pena refletir: Estamos presos a uma condição biológica determinada, talvez uma genética específica, que nos impede realmente de alcançar nossos sonhos? Estamos presos as nossas programações? Teríamos que tirar todas elas ou só uma parte? Em todo caso, qual parte? Podemos sim modelar a excelência… mas qual excelência? O que eu quero ser ou fazer na minha vida? Porquê? Para quê?  O questionamento pode ser indefinidamente longo.

Segundo a minha experiência, as minhas pesquisas (sem pretensão de ser dona da verdade), a visão espiritual e transcendental do propósito de vida é o que tem-me dado respostas satisfatórias. Através do reconhecimento de nossos dons e talentos podemos direcionar, ou redirecionar a nossa vida e manifestar a tão sonhada felicidade.

 

Então entendamos o que são os dons e talentos e como a expressão deles oferece o sentido da vida.

  • São a máxima expressão da nossa divindade. Através deles a nossa essência se expressa.
  • Característica principal: não custa pô-los em marcha, fluem facilmente, isso pode fazer com que não os enxerguemos como o que são. Surgem de forma espontânea e natural. Como não são forçados, acabam sendo um fazer não fazendo. Especial atenção a esta parte pois somos ensinados às obrigações, esforços e sacrifícios como meios para merecer qualquer coisa, então não valoramos o não esforço, o fluir, o espontâneo…

Temos crenças vinculadas a: Tenho que ,devo de… Quem está mais alinhado com a expressão da sua essência se expressa de um modo que não pode esconder o quanto desfruta expressar seus talentos. Culturalmente só damos valor aos talentos artísticos, esportivos, ao dom da beleza ou da riqueza material, ao dom da sedução de varias formas e nos mais variados contextos, etc.

  • Ainda há quem se pergunte: e eu tenho algum dom ou talento? Isto pode resultar de um pobre autoconhecimento, uma baixa autoestima, e inclusive por vezes, de um processo depressivo… Pois o mais formoso é que todos temos alguma forma das mais diversas formas de dons e talentos. Isso garante a mais rica e divertida diversidade dentro da nossa existência compartilhada no mundo.
  • Caraterística intrínseca- o entusiasmo

Entusiasmo (do grego in + theos, literalmente ‘em Deus’) originalmente significava inspiração ou possessão por uma entidade divina ou pela presença de Deus. Atualmente, pode ser entendido como um estado de grande arrebatamento e alegria. Uma pessoa entusiasmada está disposta a enfrentar dificuldades e desafios, não se deixando abater e transmitindo confiança aos demais ao seu redor. O entusiasmo pode portanto ser considerado como um estado de espírito otimista.

  • Outra caraterística: Não possuem hierarquia, nenhum é superior ou inferior, todos são igualmente válidos, maravilhosos e importantes. Tão importante é o dom para cozinhar, que para manter os ambientes ordenados e limpos, que o de cantar ou pintar, que o de liderar equipes, que o de saber ler a astrologia ou interpretar a ciência da astronomia… são muitos mas com mencionar só alguns fica claro.

Quando colocados em prática os dons e talentos, não há que buscar reconhecimento, admiração, nem tentar ajudar aos outros (isso é mais uma carga imposta atrelada à crença de que devo fazer primeiro pelos outros) o que sim é interessante é o compartilha-los com outros. Aí se dá uma sorte de milagre, pois sem ajudar, ajudamos expressando a nossa essência através dos dons e talentos.

É importante aprender a expressar os dons e talentos sem preocupar-se com o resultado, que já vai estar implícito. Eles geram tal gozo e desfrute que fazem a vida mais leve e alegre. Eles podem ou não ser manifestos através de uma profissão, inclusive  podem ser manifestos em inúmeras profissões. Eles podem ser hobbie também, só precisam ser expressados para nos oferecer essa felicidade ao tempo que são compartilhados com os outros.

Somos ensinados tanto a sobreviver, que ouvir que a essência da vida é vivê-la da melhor forma possível, o mais leve e fluida, felizes… parece inacreditável. Nos custa acreditar que a vida não tem segredo, sequer nos sentimos merecedores da felicidade realmente, mas somos sim, merecedores da felicidade, e muito!

 

The following two tabs change content below.
Ianoika Guerra Torres

Ianoika Guerra Torres

37 anos, Coach de Emagrecimento e de Desenvolvimento Pessoal. Atualmente cursando psicologia. Temas de interesse para desenvolver: Holística e a Felicidade Autentica da Psicologia Positiva.
Ianoika Guerra Torres

Últimos Artigos porIanoika Guerra Torres (see all)

Post do Autor Ianoika Guerra Torres

Ianoika Guerra Torres
37 anos, Coach de Emagrecimento e de Desenvolvimento Pessoal. Atualmente cursando psicologia. Temas de interesse para desenvolver: Holística e a Felicidade Autentica da Psicologia Positiva.