CINCO ESTRATÉGIAS PARA DESPERTAR O SEU GIGANTE INTERIOR

Minha inspiração para escrever este artigo surgiu da leitura do livro “Estratégias de Vida”, de Phillip C. McGraw, pois eu percebi a gigantesca capacidade que o ser humano possui de realizar tantas coisas, e que muitas vezes nem se da conta desse fato.

Segundo a mitologia grega, gigante é um Ser nascido da união entre o Céu e a Terra; nem sempre eram grandes de estatura, mas eram conhecidos assim por seu grande poder, principalmente nas batalhas.  As definições mitológicas apresentam esses gigantes como seres agressivos e possuidores de grande força, desta forma eram vistos como grandes aliados, apesar de temidos.

A maior batalha entre os deuses do Olimpo e Titãs, denominada Titanomaquia, foi favorável ao deus Zeus  devido a ajuda do gigante Ciclope Estérotes, nome que significa “relâmpago”. O gigante lançou um forte raio contra o Tifão, criatura colossal que quase venceu Zeus, e o raio levou a criatura de volta ao seu lugar de origem, denominado Tártaro, e desta foram Zeus vence a batalha e se torrna o rei do Universo. Você poderá ter uma ideia desta luta assistindo ao filme “Fúria de Titãs”, ou conhecer a lenda, buscando-a na mitologia grega.

Com esta introdução sobre a mitologia grega conclui-se que ser gigante significa ser combativo, forte, é fazer a diferença. Certamente todos nós gostaríamos de ter um gigante do nosso lado, nas batalhas da vida, e melhor ainda seria se fôssemos esse gigante, aquele que tem a força ou características necessárias para sair vitorioso em uma guerra. E se eu te disser que isso é possível? Volte ao início do artigo e leia a definição de gigante: “Um Ser nascido da união entre o Céu e a Terra”.  De onde viemos? Quem somos perante a criação? Todos nós temos em nosso interior tudo o que precisamos para desenvolver nossos dons e habilidades e sermos gigantes naquilo que decidirmos fazer.

Neste artigo vou apresentar algumas estratégias para despertar o seu “Gigante Interior”, e conquistar as suas metas.

Preliminarmente é preciso se conscientizar de que, assim como todos sabem da existência da lei da gravidade, que é universal, a vida também tem suas leis, o universo nos retorna o que recebe de nós. Não é preciso ser um grande estudioso para aprender e entender sobre as regras da vida, basta ser observador, principalmente de si mesmo e claro, colocar em prática as estratégias aqui apresentadas:

Estratégia número 1– Faça um exercício simples: Observe pessoas de sucesso na área que você deseja, o que elas estão fazendo para se sobressair? Em que elas acreditam? Compare as suas ações em relação a essas pessoas. O que elas estão fazendo de diferente do que você faz? Vai chegar à conclusão de que essas pessoas não parecem estagnadas ou desorientadas, elas normalmente estão em constante movimento, buscaram o conhecimento de que necessitavam para criar os resultados que queriam, e foram persistentes, e continuam em frente.

Estratégia número 2-  Você é responsável por sua vida, e para conseguir o que deseja, precisa assumir essa responsabilidade. Faça uma avaliação de como tem vivido. Tem sido o protagonista de sua história? Ou coadjuvante? Tem agido como condutor ou como vítima? Faça um inventário pessoal e aceite que você foi o responsável por tudo que de bom ou ruim, sob o seu ponto de vista, tem vivido até agora. Identifique com honestidade os pontos que necessitam de melhorias e se comprometa a fazer o que for preciso para conseguir.

Estratégia número 3-  Faça o que dá certo. Já percebeu que a maioria das pessoas tende a ficar em um só ponto, como se costuma dizer, “batendo na mesma tecla” indefinidamente? Seja nos relacionamentos, nas decisões financeiras, ou em qualquer área da vida? A partir de sua experiência, você já se deparou com situações, atitudes ou ações que deram certo, e as que não deram certo. A chave é aperfeiçoar cada vez mais as que deram certo e não repetir, não insistir nas que não deram. Importante lembrar que: Saber o que precisa ser feito e saber como fazer o que precisa ser feito, são coisas diferentes. Busque os conhecimentos necessários para executar o que precisa ser feito, e inove sempre.

 

Estratégia número 4- Não minta para você mesmo. No ser humano existe um mecanismo denominado pelos estudiosos comportamentais como “defesa perceptiva”, que protege contra aquilo que nossas mentes de certa forma decidem que não somos capazes de lidar ou que não queremos encarar.

A defesa perceptiva é boa quando usada pelo cérebro para a proteção de situações traumáticas, pelo tempo necessário para a recuperação, contudo nem sempre ela trabalha a favor do que é bom,  pode agir contra a evolução,  impedir que fatos que precisam ser alterados, ou tratados na vida sejam reconhecidos, simplesmente porque a pessoa não quer lidar com eles, ou seja, é uma porta para os sabotadores que vivem em nossas mentes.

Quando o ser humano vê o mundo apenas sob a ótica de seus valores e crenças, de certa forma está vivendo em uma fantasia, pois o mundo é muito mais do que as coisas que cada um de nós conhece. É preciso reconhecer que ninguém é dono da verdade absoluta, e deixar espaço para o novo, para os questionamentos.

Reconhecer um problema, um ponto a ser trabalhado, exige um confronto consigo mesmo até admitir o que precisa mudar, pois metade da solução de um problema reside em sua definição, na aceitação de que ele existe e também o fato de que é preciso uma ação em relação a ele.

Estratégia número 5- A vida recompensa a ação. Em geral as pessoas não se importam com as suas intenções, mas sim com o que você faz. Se você não tiver objetivos, seus resultados serão inferiores, contudo se agir de forma objetiva e construtiva, seus resultados serão superiores. Tudo é resultado da ação, o planejamento é uma forma de ação, mas é preciso também agir para executar o planejado, traçar metas.

Comece a avaliar sua vida e seus projetos baseando-se em resultados e não em intenções. Isto não significa que ter intenções não é bom, mas sim que boas intenções sem ação não levarão você ao resultado que espera.

Uma boa maneira para executar ações objetivas é praticar a fórmula SER, FAZER e TER, mas como aplicar essa fórmula?

-Seja comprometido

-Faça o que for necessário e

-Terá o que deseja.

 

Concluindo, a vida é movida por impulsos, se você começar a fazer coisas diferentes, conhecerá novas pessoas, adquirirá novos conhecimentos e novas possibilidades se abrirão. Basta decidir se vai continuar a fazer as mesmas coisas que tem feito até agora e que não lhe trouxeram os resultados esperados, ou se vai se mover, deixar de querer mais, para agir mais, permitir que seu gigante interior flua, se mostre com toda força e coragem que está bem ai, dentro de você, só esperando a oportunidade de se apresentar para vencer a batalha diária que levará você a atingir as conquistas desejadas.

 

The following two tabs change content below.
Clara Dias

Clara Dias

Formação Acadêmica em Letras; pós-graduada em Direito Público, e em Inteligência Estratégica; certificada em Pranic Healing pelo Institute for Inner Studies- Filipinas do Master Choa Kok Sul; em formação de pelo Instituto Edson Burger como Coach com especialização em Emagrecimento e PNL. Propósito de vida: Contribuir para a construção de um mundo melhor, auxiliando as pessoas no seu Desenvolvimento Pessoal, por meio de direcionamentos que as leve a identificar sua missão de vida e a se manifestar de forma positiva, harmônica e com fé.
Clara Dias

Últimos Artigos porClara Dias (see all)

Post do Autor Clara Dias

Clara Dias
Formação Acadêmica em Letras; pós-graduada em Direito Público, e em Inteligência Estratégica; certificada em Pranic Healing pelo Institute for Inner Studies- Filipinas do Master Choa Kok Sul; em formação de pelo Instituto Edson Burger como Coach com especialização em Emagrecimento e PNL. Propósito de vida: Contribuir para a construção de um mundo melhor, auxiliando as pessoas no seu Desenvolvimento Pessoal, por meio de direcionamentos que as leve a identificar sua missão de vida e a se manifestar de forma positiva, harmônica e com fé.