Alimento feito em casa é saúde, respeito e afeto para você!!!!!!

Que tal aprender o significado e a importância de fazer sua comida? O que significa poder cozinhar e qual a diferença que esse saboroso ato pode fazer em sua vida?

Se você se interessou, segue uma reflexão para que possa desenvolver um delicioso novo hábito!

Desde pequenos aprendemos a comer em casa, no nosso lar, com conforto e carinho e uma alimentação feita especialmente para nós; esses hábitos alimentares e registros deles adquiridos na infância nos acompanham na vida adulta. Infelizmente devido ao trabalho e as demandas do dia a dia deixamos de lado esses hábitos e nos expomos fora de casa abrindo mão da afetividade e do carinho que a comida representa.

Quando preparamos a comida ela é feita para alguém, feita por alguém e com muitos cuidados, e geralmente esse alguém nos é especial ou somos nós mesmos.

O Comer em casa e fazer a própria comida gera registros de memória deliciosos como um cheiro, um gosto, um momento; quem já não ouviu ou falou algo como,” ai o bolo que minha avó fazia”, ou “nossa minha mãe faz uma carne de panela divina, hummmm!!!!” Importante lembrarmos que em casa, e com a comida feita em casa somos alguém e na rua somente mais uma pessoa comendo algo feito para muitas e muitas pessoas!

Imagine então você sendo a pessoa responsável por gerar registros de memória e emoções na sua vida e na dos outros? Não é fantástico?!!!!

Quando preparamos a própria comida nos colocamos no controle, podemos escolher o que comer, quando e como comer, quanto salgado ou doce ficará o prato, nutritivo, saboroso e com qualidade! Uau!!! Isso não é maravilhoso?  Fica fácil controlar a alimentação e dominar a dieta!

(foto: Divulgação)

 

Tudo começa na lista de compras. Primeiro pense em você! O que gosta, suas preferências e suas possibilidades dentro de uma alimentação adequada para você, depois reveja seus livros de receitas, e faça uma bela lista. Ir ao mercado ou à feira e poder escolher com carinho os alimentos que vai preparar para você e para sua família certamente é um sinal de respeito para com você!

(foto: Divulgação)

Quando cozinhamos, passamos a ter consciência do que realmente estamos ingerindo, o quanto de sal, açúcar ou óleo tem numa receita, que ao comermos fora não temos essa noção pois outras pessoas que fizeram a comida!

Poder fazer alterações felizes nas nossas receitas antigas, para que fiquem mais saudáveis, também é um previlégio quando estamos no poder de fazer nossa comida.

Claro que cozinhar, preparar a própria comida demanda tempo e dedicação, e que muitas vezes não será possível, e teremos que comer fora; mas o que não podemos esquecer é que ser responsável pela própria alimentação é muito gratificante e um sinal de respeito, carinho e saúde para com você!!!! Então sempre que possível lhe proporcione essa atenção e faça a diferença em sua vida!

(foto: Divulgação)

 

Segue alguns site de ideias para motivar você!!!

https://vivasaude.digisa.com.br/nutricao/10-motivos-para-fazer-a-propria-comida/1930/

https://boaforma.abril.com.br/dieta/passei-a-fazer-minha-propria-comida-e-reduzi-6-da-gordura-corporal-em-90-dias-diz-culinarista-fit/

 

 

 

“Cozinhar é como tecer um delicado manto de aromas, cores, sabores e texturas. Um manto divino que se deitará sobre o paladar de alguém sempre especial”  Sayonara Ciseski

 

The following two tabs change content below.
Karin Zardo
Minibiografia Graduada em Psicologia pela UTP desde 1993 atuando em clínica dentro da Psicologia Sistêmica e Comportamental concomitantemente exercendo trabalho em emagrecimento no Método RAFCAL (Reeducação Afeto Cognitivo do Comportamento Alimentar) e Master Coach Especialista em Emagrecimento e PNL. Psicóloga CRP 08/5181

Post do Autor Karin Zardo

Karin Zardo
Minibiografia Graduada em Psicologia pela UTP desde 1993 atuando em clínica dentro da Psicologia Sistêmica e Comportamental concomitantemente exercendo trabalho em emagrecimento no Método RAFCAL (Reeducação Afeto Cognitivo do Comportamento Alimentar) e Master Coach Especialista em Emagrecimento e PNL. Psicóloga CRP 08/5181